logo

Assessoria Empresarial

Institucional:
Com grande expertise em finanças e negócios, a assessoria teve origem a partir da necessidade das empresas em ampliar sua lucratividade através de um trabalho efetivo e orientado para resultados.
A partir de uma experiência sólida em gestão empresarial de médias e grandes empresas, a Lucro Efetivo Assessoria Empresarial agrega conhecimentos e experiências, em prol do sucesso das organizações.
O objetivo é muito claro, possibilitar uma melhor gestão técnica e operacional das empresas, com um atendimento totalmente diferenciado, buscando assim maximizar os resultados do negócio.

 


Rua João Evangelista da Costa, 915

Sala 414 | Jardim Atlântico

CEP: 88.090-300 | Florianópolis/SC

E-mail: [email protected]

Fone: (48) 98843-0718 | (51) 99354-1333

Gestão profissional permite uma melhor lucratividade

Gestão profissional permite uma melhor lucratividade

Gestão profissional permite uma melhor lucratividade

Qual empresário não gostaria de aumentar sua lucratividade? Imagine então, aumentar a lucratividade sem precisar incrementar as vendas. Isso é possível? Sim, desde que se tenha uma melhor gestão profissional, envolvendo o ciclo operacional, econômico e Financeiro. Para tanto, é preciso entender detalhadamente como cada ciclo se comporta.

 

O ciclo operacional nada mais é que o somatório de todos acontecimentos que ocorrem na empresa. É o período que compreende desde a data da compra da matéria-prima ou da mercadoria a ser revendida, até o recebimento do cliente pelas vendas. Outro fator que podemos considerar é que ciclo operacional define o curto e o longo prazo para a empresa. Entretanto, quando o ciclo da empresa é inferior ao período de 1 ano, permanece o tempo do exercício social (1 ano) como critério para o curto e longo prazo, ou seja: menos de um ano, caracteriza-se curto prazo, e mais de um ano, defina-se longo prazo.

 

No ciclo econômico compreende-se o tempo em que os produtos permanecem estocados, fato considerado desde a aquisição das mercadorias até o dia da venda. É importante salientar que não é levado em consideração o recebimento das vendas (encaixe), ou seja, considera-se somente o faturamento, independente da venda ter sido realizada a prazo ou à vista.

 

Já no ciclo financeiro ou ciclo de caixa compreende o tempo entre o pagamento aos fornecedores e o recebimento dos produtos vendidos. Por isso é fundamental que a empresa, busque opções que resultem na redução do ciclo financeiro. Ainda assim, atentar para as limitações da economia para que desta forma tenha um ciclo econômico positivo e não negativo.

 

Portanto, administrar estrategicamente esses três ciclos, é um fator decisivo para o crescimento e sustentabilidade de uma empresa. Ou seja, o grande desafio está em maximizar os lucros, mesmo sem incrementar as vendas. Em razão disso, é preciso trabalhar de forma inteligente alguns fatores, visando ter uma gestão profissional. Esses aspectos iniciam preliminarmente pelo “estoque X compra de matéria prima”.

 

Não é de hoje, que para muitos negócios, trabalhar os níveis de estoque sempre foi algo fundamental para saúde da operação. Afinal além do rigor no controle físico, a estocagem representa muito dinheiro, devido ao investimento realizado para sua aquisição. Mas de nada adiantará ter um estoque, se não houver um regime de compra adequado as estratégias do negócios. Sendo assim é preciso considerar: prazos de pagamento aos fornecedores, política comercial, análise entre ciclos de compra matéria prima X demanda de mercado. Essas condições, visam rentabilizar a empresa através dos índices de giro de estoques, frente às necessidades de capital de giro.

Outro fator importante que as empresas devem trabalhar é a forma de se determinar as margens de lucros. O ponto chave para obtenção de uma boa margem está condicionado a uma precificação adequada. Também chamado como “formação de preço”, o ato envolve considerar primeiramente como base: a estrutura de custos. Essa estrutura se torna indispensável na elaboração do preço de venda, à medida que cada negócio se torna rentável.

 

Por isso, é fundamental revisar periodicamente os custos, de modo que a precificação possa ser conduzida de maneira apropriada. Ainda assim, são considerados também para o preço de venda, condições praticadas no mercado (região de atuação), bem como, o comportamento da concorrência. Tais aspectos servem como um instrumento diário para condução de cada negócio. Para termos então uma margem de lucro real, devemos considerar toda a estrutura de custos, e não aplicar um percentual. sobre o custo da matéria-prima ou produto. Essa situação pode trazer graves problemas financeiros para empresa.

 

Tão importante quanto o mencionado acima, é poder aplicar diariamente os princípios de uma gestão empresarial orientada para resultados. Como vimos, aumentar a lucratividade passa por uma gestão profissional que visa ter como pilares básicos  análise, controles e estratégias. Ao deixar de considerar estes fatores, automaticamente está se gerando um prejuízo a empresa.

 

Clique aqui e confira nosso blog. Fique por dentro de todas as novidades que a Lucro Efetivo pode oferecer para sua empresa.

Carlos Eduardo de Morais
Carlos Eduardo de Morais
Sem comentários

Publicar um comentário

Comentário
Nome
Email
Website