logo

Assessoria Empresarial

Institucional:
Com grande expertise em finanças e negócios, a assessoria teve origem a partir da necessidade das empresas em ampliar sua lucratividade através de um trabalho efetivo e orientado para resultados.
A partir de uma experiência sólida em gestão empresarial de médias e grandes empresas, a Lucro Efetivo Assessoria Empresarial agrega conhecimentos e experiências, em prol do sucesso das organizações.
O objetivo é muito claro, possibilitar uma melhor gestão técnica e operacional das empresas, com um atendimento totalmente diferenciado, buscando assim maximizar os resultados do negócio.

 


Rua João Evangelista da Costa, 915

Sala 414 | Jardim Atlântico

CEP: 88.090-300 | Florianópolis/SC

E-mail: [email protected]

Fone: (48) 98843-0718 | (51) 99354-1333

Educação financeira e previdência privada: Um futuro tranquilo

Educação financeira e previdência privada: Um futuro tranquilo

Imaginar como estaremos daqui a 20, 30 ou 40 anos pode ser uma experiência no mínimo curiosa. Pensamos em diversas situações como a aquisição da casa própria, uma melhor condição profissional, o sustento da família.  No entanto, não podemos esquecer como serão nossos rendimentos futuramente, já que se manter apenas com o benefício do INSS é praticamente inviável. Por isso a escolha pela previdência complementar é fundamental para uma aposentadoria financeiramente tranquila.

 

Embora a opção pelo plano previdenciário seja importante, antes de qualquer coisa é preciso ter disciplina financeira. Isso envolve a mudança de comportamentos, a definição de objetivo e claro, fazer cálculos. Inicialmente, devemos ler atentamente as cláusulas contratuais, identificando assim as obrigações e direitos.

 

Ao contratar o plano é sabido que haverá duas etapas: o período do investimento, constituído pela reserva financeira que faremos para formação do patrimônio e o período do benefício, quando se começa a desfrutar da reserva que foi feita durante anos. Sabendo que as contribuições são dedutíveis no Imposto de Renda, o próximo passo é conhecermos as tabelas de tributação: progressiva ou regressiva. É preciso salientar que a “tabela” indica somente o percentual do imposto devido, enquanto o regime de tributação é que vai determinar como os rendimentos serão tratados na declaração anual do IR.

 

De acordo com a definição da Receita Federal, atualmente há dois regimes de tributação sobre rendimentos de pessoa física: O primeiro é o Regime Tributável, onde os rendimentos são tributados na declaração anual do Imposto de Renda. A retensão ocorre pela fonte pagadora ao longo do ano para que no ajuste final na declaração, gere restituição ou pagamento suplementar de imposto. Nessa modalidade a tabela aplicada é a “progressiva”, a qual a divulgação ocorre anualmente pela Receita Federal. Portanto, quem recebe mais dinheiro, paga mais imposto. Já o Regime de Tributação Exclusiva de Fonte ou Definitiva, a fonte pagadora faz a retensão do imposto de maneira definitiva. Não é passível de restituição e o imposto é definido de acordo com o prazo de permanência no plano previdenciário, evidenciando assim a tabela regressiva. Ou seja, quanto maior o prazo de permanência, menor vai ser o imposto. Qual delas é a melhor? Simples: Se possuímos uma baixa renda tributável, e pretendemos resgatar o dinheiro a qualquer momento ou antes de 6 anos, o “Regime Tributável” é melhor opção, pois certamente se pagará menor imposto. Esse regime, as alíquotas variam entre 0 a 27,5%. Agora, se pretendermos acumular recursos a longo prazo, acima de 10 anos, a opção é o regime de tributação definitiva. Uma dica interessante nesse regime é usufruir do benefício fiscal, reduzindo assim o pagamento de imposto no exercício corrente. Outro fator crucial é realizar o levantamento – ao menos anual – das taxas de administração e carregamento, da composição e rentabilidade do fundo que está sendo contratado.

 

Por isso realizar as análises e aplica-las de forma correta, possibilitará uma vida financeiramente saudável.

Carlos Eduardo de Morais
Carlos Eduardo de Morais
Sem comentários

Publicar um comentário

Comentário
Nome
Email
Website